Irmãos morrem queimados em incêndio

Vítimas estavam sozinhas quando as chamas se alastraram pela casa; é possível que o incêndio tenha sido causado por uma vela
Vítimas estavam sozinhas quando as chamas se alastraram pela casa (Foto:Divulgação)

No começo da madrugada de ontem, dia 10, dois irmãos morreram queimados após a casa em que viviam pegar fogo. A tragédia aconteceu na Comunidade Três Corações, quilômetro 100 da BR-174, município de Amajari, região norte do Estado. As vítimas foram identificadas como Riquelme Santos Alexandre, 13 anos, e Raika Santos Alexandre, 11 anos. Ambos moravam com a mãe, mas estavam sozinhos no momento do incêndio. Os corpos foram carbonizados pelas chamas.
De acordo com a delegada titular da Delegacia de Amajari, Simone Arruda, as vítimas estavam sozinhas em casa. “A mãe tinha ido para Boa Vista receber um dinheiro. Quando eu passei pela Comunidade, de manhã, eu não consegui entrevistar a mãe. O possível crime que cabe nesse caso e eu vou investigar é o abandono de incapaz, para saber o que levou ela a deixar o adolescente de 13 anos e a filha de 11 anos sozinha. Então isso vai ser apurado, mas como não vou flagrantear ela, porque no meu ponto de vista não é um caso de flagrante. Assim que passar o luto, vou ouvi-la e continuar entrevistando outras pessoas na comunidade para verificar se esse crime ocorreu ou não”, explicou.
O fato ocorreu na entrada da Comunidade Três Corações. A família mora no local há muito tempo. “Eles [vítimas] moravam somente com a mãe. Após a separação, o pai das crianças foi embora do estado”, acrescentou a delegada.
O comandante operacional do Corpo de Bombeiros, coronel Everson Cerdeira, informou que quando foram acionados, o incêndio já havia acabado. “Já haviam constatado que as crianças estavam mortas. A perícia foi encaminhada para verificar as causas do incêndio”, disse o comandante.
A autoridade policial contou que, ao fim da análise das causas do incêndio, os bombeiros relataram que o fogo não tem relação com o fogão, como haviam cogitado. “A botija de gás não estava estourada. O fogo teve início possivelmente porque acabou a energia e eles acenderam a vela. Como a casa era de madeira, começou a pegar fogo, eles acordaram, tentaram sair da casa, mas não conseguiram abrir o cadeado. Os corpos foram encontrados próximo à porta”, relatou a delegada.
Equipes do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), do Instituto de Criminalística da Polícia Civil foram acionadas para averiguar as causas do incêndio. O Instituto de Medicina Legal (IML) fez a remoção dos corpos das vítimas ainda na manhã de ontem para Boa Vista.
Por conta de os corpos estarem carbonizados, a identificação precisa ser confirmada pelo IML, apesar de a Polícia Civil não ter dúvida de que se trate dos corpos dos dois irmãos, mas como é preciso que o procedimento de identificação seja padrão, a Delegacia de Amajari vai aguardar o laudo do exame cadavérico e o parecer do Instituto de Identificação. Na tarde de ontem, os peritos conseguiram identificar as vítimas e liberar os corpos para a família.
LUTO – A Prefeitura de Amajari decretou luto oficial de três dias pela morte dos irmãos, “considerando o consternamento da população do município, o sentimento de solidariedade e a dor decorrente da perda”. A publicação também justificou que “é dever do poder público render homenagens às vítimas e seus familiares, tendo em vista a comoção que o caso provocou, inclusive, em toda a população do Estado”.
ALERTA – Por causa da tragédia, a delegada Simone Arruda fez um alerta aos pais para que não deixem crianças e adolescentes em casa sem responsáveis. “Foi uma tragédia muito grande. O que a gente aconselha é que os pais evitem deixar as crianças sozinhas e, mesmo sendo adolescente, é importante deixar alguém, porque se faltar energia vão acender alguma coisa. Vela é risco dentro de uma casa de madeira”, disse. (J.B)




Por João Barros
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail