Candidato 'surta' e foge da sala com prova do Enem nas mãos antes do horário permitido, diz Inep

Segundo órgão, jovem queria que aplicadores explicassem uma das questões, em Senador Canedo; Instituto disse que ele foi levado para a coordenação, depois saiu correndo com o caderno.
Capa do caderno de provas do primeiro dia do Enem 2017 (Foto: Ana Carolina Moreno/G1)

Um candidato que participava do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) fugiu com o caderno de provas, no domingo (5), antes do horário permitido, em Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o jovem “surtou” depois de pedir aos aplicadores explicação para uma das questões.
Conforme nota enviada pelo Inep ao G1, o fato ocorreu por volta de 17h05, mais de uma hora antes do horário em que era permitido sair da sala de aplicação com o caderno de provas - 18h30. O órgão afirmou que o caso configura um “descumprimento das regras do edital” e não caracteriza vazamento.
“O candidato surtou por conta de uma questão, queria que os aplicadores explicassem o quesito. Ao ser levado para a coordenação, insistiu na explicação. No momento que foi informado que seria eliminado, fugiu com a prova e com o cartão resposta”, diz o comunicado.
O G1 entrou em contato por email, ainda no domingo, com Inep, para saber quais são as consequências do fato para o candidato e para os demais concorrentes, e aguarda um posicionamento do órgão.
As provas começaram pontualmente às 13h30, meia hora após o fechamento dos portões, às 13h. A aplicação do exame foi até as 19h, por conta da redação. Segundo o Inep, mais de 150 mil goianos fizeram as provas de domingo. O número representa 68,7% do total de inscrições no estado, de quase 220 mil pessoas.
Os candidatos que fizeram o exame em Goiânia afirmaram que a maior dificuldade das provas foram os longos enunciados das questões. No entanto, a maioria dos ouvidos pelo G1 elogiou o tema da redação, "Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil".
A pedagoga Valéria Assunção, de 32 anos, disse que achou a prova longa e com enunciados muito grandes. Sobre a redação, ela disse que ficou surpresa e esperava outro assunto, mas aprovou o tema escolhido.
"A prova de português é muito cansativa, cada pergunta tem um texto de quatro parágrafos para ler, então chega uma hora que você está até zonzo já. Sobre a redação, foi uma surpresa, esperava algo sobre homofobia, mas foi um bom tema", opinou.
Após forte chuva que caiu na capital goiana, candidatos chegam para o primeiro dia de provas do Enem (Foto: Vitor Santana/G1)

Debaixo de chuva

Apesar da chuva que caiu durante a manhã e início da tarde na Grande Goiânia, o movimento de estudantes foi tranquilo nos locais de provas da capital. O tempo não foi um obstáculo para a maioria dos estudantes, que compareceram e realizaram o Enem. No entanto, houve registro de candidatos atrasados. Entre eles está o estudante Reinaldo Rodrigues de Araújo, de 23 anos.
Ele chegou atrasado ao prédio da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), em Goiânia, e não conseguiu entrar para fazer as provas do primeiro dia Enem 2017. Reinaldo contou que se confundiu com o horário e também teve um pneu de sua moto furado no caminho. Por isso, não conseguiu chegar a tempo.
"Achei que era até às 13h30 [o fechamento dos portões], mas não li direito [o edital] e não vi que o portão fechava antes. Me sinto triste, é muito ruim confundir o horário e perder a prova. Eu já faço arquitetura e ia tentar o Enem porque queria uma bolsa na faculdade", disse ao G1.
Reinaldo Rodrigues de Araújo, de 23 anos, chegou atrasado ao local onde faria as provas. (Foto: Vitor Santana/G1)



Por Murillo Velasco, G1 GO  
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail