Temer recebe parlamentares de RR para discutir Linhão de Tucuruí

Reunião acontece no momento em que presidente busca votos na Câmara dos Deputados para não ser processado por organização criminosa e obstrução de justiça.
Michel Temer recebeu deputados Abel Mesquita Jr, Carlos Andrade, Edio Lopes, Hiran Gonçalves e Jhonatan de Jesus (Foto: Divulgação)

Seguindo o mesmo ritual da primeira denúncia, o presidente Michel Temer (PMDB) segue com as portas do gabinete abertas para receber parlamentares em audiência. A agenda do presidente na quarta-feira, 18, incluiu o encontro com cinco dos oito parlamentares federais por Roraima. 
De acordo com a agenda oficial, Temer recebeu o ministro Antônio Imbassahy, da Secretaria de Governo, acompanhado do ministro interino do Ministério de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, e dos deputados Abel Mesquita Jr. (DEM), deputados Carlos Andrade (PHS), Edio Lopes (PR), Hiran Gonçalves (PP) e Jhonatan de Jesus (PRB). Neste encontro esteve presente ainda o presidente da Fundação Nacional do Índio, Franklimberg Ribeiro de Freitas.
Em entrevista à Folha, o coordenador da bancada, deputado Abel Mesquita, disse que a reunião foi marcada para discutir as obras do Linhão de Tucuruí, que interligará Roraima ao Sistema Interligado Nacional (SIN), a partir de Manaus.
A bancada manifestou a preocupação com as constantes quedas de energia no Estado e com a paralisação da negociação de condicionantes com os representantes indígenas da comunidade Waimiri-Atroari, que segundo os parlamentares é o único impedimento que está travando a liberação da licença de instalação da linha de Tucuruí. “Cobramos uma providência a respeito da questão energética de Roraima. O presidente Temer chamou o presidente da Funai, que garantiu que no mais curto espaço de tempo possível vai ouvir as comunidades indígenas Waimiri-Atroari. Nós estamos cobrando deles uma explicação, um posicionamento final sobre a questão energética”, alegou.
Segundo Abel Mesquita, o presidente cobrou do Ministério da Justiça e da Funai uma resposta imediata sobre a questão. “Ou de uma forma ou de outra, precisamos saber como fica a questão do Linhão. A Funai e o Ministério da Justiça pediram um tempo para emitir o parecer e estamos cobrando essa questão energética. Também pretendemos convocar o empresário contratante das termoelétricas, pois, quando cortam a energia de Guri, eles têm que fornecer energia e não estão fornecendo. Precisam explicar o que está acontecendo”, alegou.
A reportagem entrou em contato com os demais deputados que participaram do encontro, mas eles não responderam a demanda a respeito do que ocorreu na reunião.
AUSENTES – A reportagem também questionou os deputados de Roraima ausentes na reunião. Remídio Monai (PR) informou que estava participando de uma votação nas comissões para os parlamentares que iriam apresentar emendas. “Até me chamaram, mas estava ocupado defendendo emendas para Roraima. Apresentei emenda para o Exército na Amazônia, para a Polícia Rodoviária Federal, para infraestrutura e graças a Deus consegui aprová-las”, explicou o parlamentar.
Shéridan (PSDB) disse, por meio de nota, que foi comunicada da reunião, assim como os membros da bancada de Roraima, “porém em virtude de outros compromissos, não foi possível o comparecimento”.





Por Folha Web
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail