PF prende servidores do Ibama suspeitos de receber propina de madeireiros no Pará

Operação de combate à corrupção cumpre nesta terça-feira, 31, quatro mandados de prisão, cinco de busca e apreensão e seis de condução coercitiva.
Policiais cumprem ordens judiciais em empresas suspeitas de pagar propina a servidores do Ibama. (Foto: Divulgação/ Polícia Federal)

A Polícia Federal prendeu na manhã desta terça-feira (31) durante a Operação Concisor, de combate a corrupção no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (bama), três servidores do órgão em Marabá, no sudeste do Pará. Ao todo, estão sendo cumpridos quatro mandados de prisão, cinco de busca e apreensão e seis de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para depor, bem como ordens judiciais de afastamento de servidores da função pública.
Sessenta policiais federais cumprem as ordens judiciais nas cidades de Marabá, Parauapebas, Breu Branco, Canaã dos Carajás e Eldorado dos Carajás. Os servidores do órgão ambiental que foram presos são suspeitos de repassar informações para madeireiras e outras pessoas fiscalizadas pela autarquia federal em troca de vantagens indevidas ou dinheiro em espécie.
Os mandados de buscas estão sendo cumpridos em empresas suspeitas de pagar tais propinas. Os suspeitos vão responder por corrupção passiva, ativa e concussão e se condenados podem pegar penas de até oito anos de reclusão. 








Por G1 PA, Belém 
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail