Morre suspeito de atear fogo na mulher e no filho em Blumenau

Homem de 47 anos estava internado desde 22 de outubro. Mulher morreu há uma semana.
Crime aconteceu na casa da família, no bairro Itoupava Central (Foto: Vanessa Moltini/NSC TV)

Carlos Osmar Costa, 47 anos, suspeito de atear fogo na mulher e no filho morreu na segunda-feira (30), informou a Delegacia Regional de Blumenau. Ele estava internado há pouco mais de uma semana no Hospital Santa Isabel, em Blumenau, no Vale do Itajaí, com 75% do corpo queimado.
De acordo com a Polícia Militar, Carlos colocou a mulher Roseli Caldas Costa, de 44 anos, e o filho Sandriel Yuri Costa, de 11, no banheiro de casa, jogou gasolina e ateou fogo, na madrugada de 22 de outubro. Depois, Carlos também colocou fogo no próprio corpo.
Familiares contaram à PM que Carlos ficou escondido na casa até a chegada da mulher e do filho. Os vizinhos falaram que a mãe e o filho conseguiram sair correndo de casa em busca de ajuda. As roupas queimadas ficaram na rua de casa.
O suspeito foi localizado mais tarde, ainda na madrugada, no pátio de uma casa do bairro com diversos ferimentos causados pelas queimaduras, depois que moradores o denunciaram à PM. Os policiais o prenderam, acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que o levou ao hospital, onde foi internado com escolta policial.
A mulher, que teve 80% do corpo queimado, morreu na madrugada do dia seguinte, na última segunda-feira (23). O menino teve 65% do corpo queimado. Nesta nesta terça-feira (31), o Hospital Infatil Joana de Gusmão, em Florianópolis, confirmou que ele continua internado, mas não informou o estado de saúde do paciente.

Mulher já havia registrado B.O.s

A Delegacia Regional de Blumenau informou que Roseli já havia registrado pelo menos quatro boletins de ocorrência contra o companheiro.
Em 2015 foi registrado o primeiro, por ameaça e injúria. Em 2016 a polícia instaurou inquérito contra Carlos Costa por violência doméstica. Este ano foram mais dois boletins registrados por ameaça. Uma vizinha contou que Roseli queria se separar, mas Carlos não aceitava.
Roupas das vítimas ficaram queimadas na rua (Foto: NSC TV/Reprodução)







Por G1 SC  
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail