Indígenas Yanomami acampam ao lado do Hospital da Criança

Quase todos os meses, a Folha noticia que indígenas Yanomami chegam a Boa Vista para sacar um benefício social
No local, vivem aproximadamente seis famílias com cerca de 10 crianças, que aparentam ter de um a seis anos de idade (Foto: Nilzete Franco)

Um grupo de aproximadamente 20 indígenas da etnia Yanomami, oriundos da comunidade Catrimani, no Município de Caracaraí, a cerca de 150 quilômetros de Boa Vista, está acampado, em condições precárias e insalubres, há mais de dez dias nas proximidades do Hospital da Criança Santo Antônio (HCSA), no bairro Treze de Setembro, zona Sul da Capital. 
Um dos indígenas, pouco fluente na língua portuguesa, informou que está no local apenas acompanhando outros integrantes do grupo que chegam à Capital para receber benefícios e conseguir algum tipo de mantimento. Ele informou que os indígenas não recebem nenhum tipo de assistência. “Que ajuda? Ela pede comida”, disse.
No local, vivem aproximadamente seis famílias, com cerca de 10 crianças que aparentam ter de um a seis anos de idade. Lá mesmo, em condições não muito favoráveis para se viver, fazem suas refeições e necessidades básicas em meio a muito lixo, correndo riscos à saúde.
Um vendedor ambulante, que não quis ter o nome identificado, disse à Folha que a presença deles no local é constante e que durante o dia chegam mais indígenas, afirmando ser difícil falar com exatidão a quantidade de indígenas morando na área.
“Eles sempre estão aí em muitos, e sempre chega mais porque durante o dia eles ficam transitando e por isso não se pode afirmar um número real”, afirmou. “Eles não apresentam nenhum perigo pra gente que sempre está aqui, mas é muito triste ver a situação que eles vivem ali. As autoridades devem fazer alguma coisa para resolver essa situação. Isso não é algo novo, é recorrente”, acrescentou.
FUNAI – A equipe de reportagem da Folha entrou em contato com a Fundação Nacional do Índio (Funai), em Brasília, e com a Coordenação Regional de Roraima, em Boa Vista, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria.
RECORRENTE - Ao longo deste ano, a Folha já publicou dezenas de matérias relatando a situação de indígenas Yanomami, de Caracaraí, que vem a Boa Vista receber benefício. Antes, eles acampavam em um local conhecido como “buraco da cobra”, nas imediações da Superintendência da Polícia Federal, na Avenida Brasil, trecho urbano da BR-174 sul. (E.M)






Por Folha Web
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail