Homem é preso por atentado ao pudor | Portal RR Music

Homem é preso por atentado ao pudor

O fato ocorreu em um abrigo de parada de ônibus, em frente ao ginásio militar, na Avenida Ene Garcez (Foto: Hione Nunes)
 
Um morador de rua, de 34 anos, foi preso por volta das 7 horas desta sexta-feira, dia 6, numa parada de ônibus da Avenida Ene Garcez, no Centro de Boa Vista. A PM (Polícia Militar) foi acionada depois que algumas pessoas que aguardavam o transporte público foram surpreendidas pelo indivíduo que tocava as partes íntimas e caminhava em direção a elas.
As vítimas chamaram a PM, alegando que o homem estava causando perturbação. Assim que chegaram ao local, os policiais reconheceram o acusado, por já ter sido visto outras vezes como responsável por confusões com quem caminha pelas ruas da Capital. Os PM's confirmaram que suspeito não tem residência fixa.
O homem tinha escoriações pelo corpo e feridas, mas a guarnição explicou que se tratava de algumas brigas anteriores à prisão da manhã desta sexta-feira, tendo em vista que nenhum dos que aguardavam na parada chegaram a revidar ao atentado ao pudor, embora tenham se sentindo extremamente ofendidos. Uma das vítimas procurou a Central de Flagrantes do 5º DP (Distrito de Polícia) para representar contra o suspeito.
Depois da constatação de que o caso precisava ser levado ao conhecimento de uma autoridade policial, o suspeito foi preso e encaminhado ao Plantão Central. Um dos policiais que efetuou a prisão do acusado, informou que ele estava bastante alterado, aparentava nervosismo e parecia estar transtornado no momento da abordagem.
Segundo ele, foi preciso que a equipe da PM usasse algemas a fim de impedir que o homem oferecesse resistência. “Ele estava sangrando e em surto, aproveitou para sujar a guarnição de sangue, dizendo que era doente portador de HIV [Vírus da Imunodeficiência Humana] e que não se entregaria à polícia”, explicou o policial.
A Polícia Civil revelou que o conduzido já tem outras passagens pela Delegacia e que ele possivelmente seria esquizofrênico, mas que o caso seria analisado com rigor, inclusive destacou que o Estado deve tratar da condição do preso. (J.B)






Por João Barros
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail