Fugitivo da Pamc que matou dois é detido por um popular em Samaúma

Sejuc sequer tinha certeza de que Nildo Lima Martins, o “Chupinha”, estava foragido (Foto: Divulgação/PM)
Nildo Lima Martins, de 19 anos, conhecido vulgarmente como “Chupinha”, autor do homicídio do irmão e de um desafeto, no dia 25 de julho deste ano, foi recapturado na manhã desta terça-feira, 17, na Vila Samaúma, Município de Mucajaí, região Centro-Oeste do Estado. Ele era fugitivo da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (Pamc), zona Rural de Boa Vista, fuga que chegou a ser negada à época.
De acordo com as informações da Divisão de Inteligência e Captura (Dicap), integrada à Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc), o elemento estava em um posto de combustível abastecendo uma moto quando um popular o reconheceu, decidiu abordá-lo e chamou a polícia. A Polícia Militar fez a remoção até o Destacamento de Alto Alegre e conduziu o elemento até a sede da Dicap, em Boa Vista. O recapturado já foi recolhido novamente às dependências da Pamc. O delegado de Mucajaí, Uziel Castro, responsável pela elucidação dos homicídios praticados pelo homicida, disse que ele não foi levado para a delegacia porque se tratava de um foragido do sistema penitenciário e que, nesse caso, a Dicap é quem deve instaurar um procedimento de recaptura para reinserção no sistema prisional.
Na semana passada, um morador de Alto Alegre afirmou que o foragido teria pedido carona a um policial da reserva. A Folha procurou a Dicap na semana passada, para confirmar se o detento tinha fugido, mas a Sejuc informou que não poderia dar certeza da informação, uma vez que a contagem na Pamc não tinha sido feita.
Na tarde de ontem, a Folha procurou a Sejuc e o secretário Ronan Marinho disse que “Chupinha”, no último registro feito na Pamc, estaria “em liberdade provisória”. “Apareceu o extravio desse preso, só que, pela análise documental da Pamc, a informação que tínhamos é de que ele teve uma saída temporária, por isso a Dicap não pôde confirmar se era o “Chupinha” que estava naquela região de Samaúma. Nós sabíamos do forte indício de que ele poderia estar foragido”, alegou.
O secretário também confirmou que um policial da reserva deu carona ao indivíduo. “Ele pediu carona no sítio do policial militar, que na hora não suspeitou de nada. Só que, depois de a Folha publicar a informação, o policial disse que o foragido esteve lá e aí nós passamos a investigar juntamente com o apoio da PM e dos órgãos de inteligência”, frisou.
A sejuc declarou que uma série de medidas estaria em curso para impedir a falta de informações a respeito de fugas de presos. “Com o mutirão do Depen [Departamento Penitenciário], fotografamos todos os presidiários. Os 1.179 presos foram fotografados e cadastrados com biometria, de segunda a sexta-feira da semana passada. Nós vamos comprar o tablet para o plantão e, com esse cadastro biométrico, as contagens serão feitas com essa conferência, para evitar esse tipo de situação. Também estamos atualizando o cadastro de todos os presos, inclusive os que estão de saída temporária e os que estão em progressão de regime. Esses novos procedimentos vão evitar esse tipo de desinformação. Nós temos interesse de difundir a informação correta. Se o preso foge, nós temos interesse de esclarecer para a população que pode ajudar na recaptura”, frisou. (J.B)




Por João Barros
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail