Famílias ligadas ao MST ocupam sede do Incra em Fortaleza

Cerca de 700 trabalhadores/as do MST participam do protesto.
Integrantes do MST ocupam sede do Incra. (Foto: Aline Oliveira/Movimento Sem Terra)

Famílias ligadas ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST ) ocupam desde a madrugada desta segunda-feira (16), a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Fortaleza.
De acordo com o movimento, cerca de 700 trabalhadores/as do MST participam do protesto. A ação faz parte da jornada nacional de luta pela Reforma Agrária. O G1 tentou encontrar com a administração do Incra, mas as ligações não foram atendidas.
Cerca de 700 pessoas participam do protesto (Foto: Aline Oliveira/Movimento Sem Teto)

Reivindicações

As reivindicações são principalmente denunciando a retirada de direitos da classe trabalhadora, o retrocesso na reforma da previdência rural, o bloqueio da reforma agrária, a titulação dos assentamentos, os cortes no orçamento de 2018 infraestrutura para os assentamentos, obtenção de novas áreas a fins de reforma agrária, habitação, fomento mulher, liberação de recursos para o Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (PRONERA), recursos para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), entre outras pautas de infraestrutura para os assentamentos, como projetos produtivos, construção de novas escolas do campo, infraestrutura hídrica. 




Por G1 CE 
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail