Dois elementos matam idoso de 73 anos que reagiu a um assalto

Crime foi motivado porque os dois elementos tentaram levar a botija de gás e o celular do idoso, que reagiu ao assalto
Aposentado Valdemar José de Sales morava sozinho numa residência no bairro Jóquei Clube (Foto: Nilzete Franco)

Por volta das 12h desta quinta-feira, 26, o aposentado Valdemar José de Sales, 73 anos, foi assassinado a golpes de faca dentro de sua residência, localizada na Rua Cassiterita, bairro Jóquei Clube, zona oeste da Capital. O corpo foi encontrado pela neta, que chamou a polícia. Um dos suspeitos foi preso ainda na tarde de ontem e o comparsa estava sendo procurado pelas equipes da Polícia Civil.
De acordo com a família, o idoso morava sozinho, mas tinha a assistência dos parentes que levavam o almoço e a janta para ele. Ao meio-dia de ontem, a neta foi levar a marmita e, assim que entrou no imóvel, encontrou o corpo do avô no chão e muito sangue ao redor. Percebendo que Valdemar estava morto, decidiu entrar em contato com a família e acionar a Polícia Militar para averiguar a situação.
Depois que chegou à cena do crime e constatou a veracidade dos fatos, os policiais militares isolaram a área até a chegada das equipes da Delegacia Geral de Homicídios (DGH), dos peritos do Instituto de Criminalística e do rabecão do IML (Instituto de Medicina Legal).
Os peritos realizaram os procedimentos técnicos, enquanto os agentes da DGH iniciaram as investigações. No primeiro momento, conseguiram prender um indivíduo chamado “Felipe” como um dos suspeitos de ter praticado o latrocínio. Ele confessou que esteve no local com o comparsa conhecido como Wesley, mas alegou que não desferiu os golpes, inclusive apontou que Wesley foi o autor do crime.
O crime foi motivado porque os dois elementos tentaram levar a botija de gás e o celular do idoso, que se negou a entregar os objetos, momento em que recebeu uma facada no pescoço, que atingiu a artéria, e outra no corpo. O idoso morreu no local. A polícia acredita que ele tenha morrido em pouco tempo devido à hemorragia. A arma usada no crime ainda não tinha sido localizada.
As diligências se intensificaram, mas até o começo da noite desta quinta-feira o segundo envolvido na morte ainda não tinha sido encontrado pelas equipes policiais. A vizinhança conta que os dois indivíduos que praticaram o latrocínio são conhecidos no bairro por estarem envolvidos nos crimes de furto e roubo, inclusive, muitas vezes chegam às casas para pedir e, quando não são atendidos, fazem ameaças de morte às vítimas.
“O seu Valdemar morava só e esses dois são conhecidos aqui na rua. Eles vivem intimidando as pessoas. Já foram várias vezes na casa do seu Valdemar pedir as coisas e o velho dava porque tinha medo de alguma coisa. A mãe de um deles disse que não aguenta mais essa situação e que não suporta ter um filho assaltante”, disse uma mulher que mora nas imediações.
O corpo foi removido à sede do IML às 14h30, onde passou por exame cadavérico e ainda na tarde de ontem foi liberado à família para realização de funeral e sepultamento. (J.B)




Por João Barros
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail