Campanha para memorial a vítimas da Kiss ganha banner na frente à boate em Santa Maria

Frase 'Para que não se repita' e o nome da campanha estão gravados no material colocado na fachada do prédio. Incêndio vitimou 242 pessoas no dia 27 de janeiro de 2013.
Banner marca a campanha de arrecadação coletiva para construir o Memorial das Vítimas da Kiss no próprio local onde aconteceu a tragédia (Foto: Divulgação/AVTSM)


Após mudanças nos prazos e nas metas de arrecadação, a campanha de financiamento coletivo para a construção do Memorial às Vítimas da Kiss ganhou um espaço para divulgação no local onde aconteceu o incêndio que vitimou 242 pessoas no dia 27 de janeiro de 2013 em Santa Maria, na Região Central do Rio Grande do Sul. Um banner, em que se lê "Para que não se repita" e o nome da campanha, foi colocado na fachada do prédio onde funcionava a boate Kiss.
A iniciativa é da Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM). Pouco mais de um mês após o início da campanha, a associação investe em divulgação para sensibilizar a comunidade do município da Região Central do Rio Grande do Sul, e incentivar as doações.
"É para as pessoas comprarem a ideia", diz Flávio Silva, vice-presidente da AVTSM. "Não é apenas um memorial das vítimas, é da cidade. Que as pessoas venham e contribuam. A gente quer devolver alguma coisa para a cidade, que represente a vida", complementa.
O projeto do memorial, segundo Flávio, contempla a construção de um prédio pequeno para a sede da associação, um museu com pertences das vítimas e um espaço digital, que concentrará os nomes e as histórias dos 242 jovens que morreram no incêndio. Também estão previstas salas multiuso, para serem utilizadas pela comunidade, e também espaços ao ar livre. O memorial ficará no mesmo local onde a boate está localizada.

Mudanças na campanha

Do valor inicial, R$ 500 mil, a meta de arrecadação para o projeto foi reduzido para R$ 300 mil. Segundo o site da iniciativa, já foram doados pouco mais de R$ 65 mil, por 262 doadores. Além disso, a campanha de arrecadação foi estendida por mais 60 dias, até 15 de novembro. 







Por G1 RS 
Será realizado um concurso para a elaboração do projeto que vai decidir qual arquiteto vai ser responsável pela obra. O resultado será anunciado no dia 27 de janeiro de 2018, quando a tragédia completa cinco anos.

Como colaborar

Ao acessar a campanha para a construção do memorial, o doador deve clicar em "Apoiar este projeto" e escolher o valor desejado para a doação. Para pessoas físicas, o valor mínimo é R$ 50 e para empresas, R$ 100. Para os familiares das vítimas haverá a possibilidade de doação de um valor diferenciado.
O pagamento pode ser feito com cartão de crédito ou Moip (pagamento online). Há ainda a possibilidade de emitir boleto bancário, principalmente para as empresas. As doações são dedutíveis no Imposto de Renda.
A meta de arrecadação é de R$ 300 mil. Neste valor, além de todo o projeto e execução, também estão incluídos os honorários dos profissionais e obras paralelas para viabilizar a construção do memorial.
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail