Únicas duas funcionárias se desdobram para ensinar e fazer merenda de escola | Portal RR Music

Únicas duas funcionárias se desdobram para ensinar e fazer merenda de escola

Professora e auxiliar também limpam banheiros e dão aulas para 25 alunos em Pederneiras. Prefeitura diz que servidoras são suficientes.
Escola infantil em Pederneiras conta com 25 crianças matriculadas (Foto: Reprodução / TV TEM)


Uma escola infantil localizada na área rural de Pederneiras (SP) ligada à prefeitura da cidade, conta apenas com duas servidoras: uma professora e uma auxiliar de serviços gerais.
As duas funcionárias da escola são as únicas responsáveis por todas as atribuições para que a unidade de ensino funcione e possa atender as 25 crianças matriculadas, a maioria delas moradora do Assentamento Aimorés, que fica a uma hora da unidade.
A prefeitura de Pederneiras informou que fez um levantamento de todos os prédios escolares que, “por conta do orçamento apertado", as adequações estão sendo feitas aos poucos.
Sobre a escola em questão, a prefeitura afirma que as duas funcionárias são suficientes e que a diretora visita a escola uma vez por semana.
A professora Patrícia Ferreira e a auxiliar Viviane Lopes se dividem nas atividades que vão desde educar as crianças a limpar as dependências e banheiros, cuidar dos alunos e fazer a merenda.
“Tem horas que a gente não dá conta, porque somos só eu e a Viviane. A gente tem de fazer tudo, dar aula, fazer a limpeza, a merenda, cuidar das crianças, ligar pelo celular da gente mesmo quando acontece algo. Enfim, a gente acaba se ajudando e fazendo o que precisa ser feito”, diz a professora.
Joice Teixeira, mãe de um dos alunos, reclama da situação e da falta de estrutura da escola. Ela também atesta que a diretora da escola só vai à unidade uma vez por semana.
“Não tem um telefone, se acontecer algo não tem como entrar em contato. Também não tem computador para a professora montar alguma atividade. Todos os dias teria de ter uma diretora por aqui. Só porque está no meio do mato não tem regra?”, questiona a mãe.
Em relação à dificuldade de comunicação, a prefeitura informou que vai disponibilizar um celular para as funcionárias.
A auxiliar de serviços gerais Viviane Lopes durante distribuição de lanche aos alunos: "Eu faço de tudo, até quado acaba a água ou a luz, eu é que vou atrás" (Foto: Reprodução / TV TEM)

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) informou que entre 2008 e 2010 repassou cerca de R$ 300 mil para a prefeitura de Pederneiras, verba destinada para construção de duas escolas e perfuração de cinco poços.
O instituto alega que pontos do convênio não foram cumpridos.
Sobre as verbas repassadas pelo Incra, a prefeitura diz que o tema envolve administrações anteriores e que vai providenciar todas as informações que estão sendo solicitadas pelo órgão para que a situação seja esclarecida e sanada. 




 Por G1 Bauru e Marília

COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail