País depende de RR para alcançar status de livre da febre aftosa com vacinação

Status recém-conquistado por Roraima deverá ser comunicado à Organização Mundial de Saúde Animal ainda esse mês
Diretor de Defesa Animal da Aderr, Vicente Barreto, afirma que Roraima já cumpriu com requisitos estabelecidos pelo Mapa sobre vacinação contra aftosa (Foto: Arquivo/Folha)

O Brasil deverá atingir no próximo ano a meta estabelecida pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) para se tornar um país livre da febre aftosa com vacinação. A certificação internacional depende agora do reconhecimento como zona livre de três estados da região Norte, entre eles Roraima.
A documentação reconhecendo a situação do Estado no controle da doença deverá ser encaminhada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) à OIE ainda esse mês, conforme explicou o diretor de Defesa Animal da Agência de Defesa Agropecuária de Roraima (Aderr), Vicente Barreto.
“Assim como o Amazonas, o estado de Roraima já conseguiu sua mudança de status para área livre de aftosa com vacinação, ou seja, o país já passou dos 70% de áreas reconhecidas como livre da doença para 90%, restando agora apenas o Amapá, que ainda está classificado como áreas como médio risco”, disse.
Barreto comentou que, caso consiga atingir a meta em 2018, a certificação deverá resultar em uma maior credibilidade da qualidade da carne animal produzida no país para o restante do mundo. “Com a certificação, o País terá atestada não só a qualidade do seu produto, mas também um preço melhorado e mercados abertos para o mundo inteiro, não se restringido somente para a carne bovina, mas também a carne suína e outros produtos”, disse.
Até 2026, o governo federal espera que o Brasil obtenha por parte da OIE o reconhecimento de país livre de aftosa sem vacinação, como já ocorre em outros países. Até o momento, das unidades da federação, apenas Santa Catarina possui esse status, fazendo com que a responsabilidade dos demais estados em manter a qualidade dos serviços de erradicação da doença seja ainda maior.
“Ao mesmo tempo em que conquistamos o status de livre de aftosa com vacinação, que é uma grande vitória, passamos também a assumir uma grande responsabilidade, já que isso nos obriga a manter a qualidade e a eficiência das ações de erradicação da doença, ou seja, nossa responsabilidade só aumenta em relação a essa meta de ser livre sem vacinação, que é um dos objetivos do País para os próximos anos”, salientou.
Nova etapa de vacinação começa em outubro

A nova etapa de vacinação contra a febre aftosa em Roraima deverá começar já no primeiro dia do mês de outubro. Segundo o diretor de Defesa Animal da Aderr, Vicente Barreto, o planejamento dos trabalhos de vacinação, incluindo as ações assistidas, já está praticamente definido.
Na 34ª etapa, concluída no final de abril deste ano, 95% das 850 mil cabeças de gado do Estado foram imunizadas. A meta é tentar conseguir atingir 100% de todo o rebanho.
Para vacinar o rebanho, o produtor deve adquirir a vacina em qualquer loja agropecuária do Estado. Ao adquirir o lote do produto e aplicá-lo no rebanho, o produtor deverá levar o comprovante até um dos escritórios da Aderr no Estado, informando o quantitativo bovino imunizado.
A penalidade prevista para quem deixa de vacinar é R$ 72 por animal não imunizado e R$ 1.098 por propriedade. Depois disso é feita a aplicação da vacina obrigatória na presença de fiscais da agência e se o produtor aplicou a dose, mas se esqueceu de notificar, ele também é passível de multa.
“Os preparativos já estão acontecendo. As ações já estão sendo planejadas e o produtor está atento sobre a importância da vacinação, tanto que estamos tendo por três anos consecutivos um bom êxito de imunização, grande parte disso graças ao suporte que o governo tem dado a Aderr, não poupando esforços para a melhoria da estrutura da agência para as ações, e isso tem se revertido com a resposta dos produtores”, concluiu. (M.L)






Por Minervaldo Lopes
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail