'Meu filho não é bandido', diz mãe de jovem que matou quatro atropelados em São José

A declaração foi dada na tarde desta sexta-feira (8) na delegacia. Casa da família foi invadida e carros depredados. Autor do atropelamento ainda não foi preso.
Caminhonete ficou completamente destruída após invasão (Foto: Divulgação/DIG)

A mãe do suspeito de matar quatro jovens atropelados em São José dos Campos (SP) defendeu o filho, de 19 anos, e afirmou que ele vai se entregar à polícia porque ‘ele não é bandido’. A declaração foi dada na tarde desta sexta-feira (8) na porta da delegacia depois que um grupo invadiu a casa da família e depredou dois carros, sendo um deles a caminhonete envolvida no acidente. O suspeito, um estudante de engenharia, foi identificado, mas ainda não foi localizado.
A mãe dele, Jaciara Souza, disse estar abalada com o fato, lamentou a morte dos jovens atropelados pelo filho e garantiu que ele vai se apresentar às autoridades na próxima segunda-feira (11). “Ele não está fugindo, ele vai assumir a responsabilidade. Eu não sei detalhes porque não estava com ele e também não falei com ele ainda”, afirmou.
O advogado que representa o jovem disse que ele está bem. “Ele está na casa de parentes em outra cidade até a gente ir para a delegacia”, afirmou Evair Souza. O defensor argumentou que ele não vai se apresentar antes da próxima semana porque as delegacias estão funcionando em regime de plantão por causa do feriado. Ele considera mais adequado que o jovem se apresente quando o expediente normal for retomado.
O advogado também disse que o cliente justificou que tinha muita neblina no local do acidente e que ele tentou frear. “Ele não conseguiu e depois de atingir as pessoas, fez menção de frear, mas várias pessoas foram para cima dele, por isso, ele fugiu”, contou.
Testemunhas negam que o jovem tenta tentado frear ou desviar do grupo, que socorria um motociclista recém acidentado, que aguardava a chegada do resgate deitado no asfalto. Uma câmera, supostamente do Centro de Operações Integradas (CO) registrou o momento do acidente.
Uma perícia será feita nos veículos para verificar os danos e um pedido de apreensão do automóvel deve ser feito pela polícia. A caminhonete, no entanto, já sofreu novas avarias após o grupo entrar na garagem da casa da família, no Jardim das Indústrias, e depredar o carro.

Enterro

As vítimas foram enterradas com muita comoção na manhã desta sexta-feira (8). Guilherme Augusto Oliveira, de 28 anos, Moisés de Queirós Mathias, de 25 anos e Lucas Mario Carvalho Vieira, de 22 anos, foram enterrados no Cemitério Côlonia Paraíso, na zona sul de São José dos Campos.
Já Bianca Magalhães Pereira, de 18 anos, foi enterrada no Cemitério do Parque Santo Antônio, em Jacareí. Centenas de pessoas, entre familiares e amigos das vítimas, acompanharam os enterros que aconteceram entre as 8h e às 9h.
Guilherme foi uma das vítimas do atropelador (Foto: Danilo Sardinha/G1)

Bianca Magalhães foi uma das vítimas do atropelamento em São José (Foto: João Paulo Pereira/Arquivo pessoal)







Por G1 Vale do Paraíba e Região  
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail