Malária acomete ribeirinhos em vila no Baixo Rio Branco | Portal RR Music

Malária acomete ribeirinhos em vila no Baixo Rio Branco

Moradores reclamam da falta de assistência médica no Baixo Rio Branco
 
Moradores da Vila de Itaquera, no Baixo Rio Branco, no Município de Rorainópolis, Sul do Estado, estão enfrentando um surto de malária. Eles reclamam da falta de atendimento médico e hospitalar para os pacientes. A quantidade de pessoas atingidas tem preocupado os residentes da localidade. 
Os moradores dizem que as crianças são as mais afetadas. Um morador disse que por várias vezes tentou comunicar o caso à Secretária Estadual de Saúde (Sesau), mas não obteve êxito. “É muito preocupante. São mais de 20 casos de malária na Vila Itaquera. Já procuramos de todas as formas comunicação com uma pessoa da Secretária Estadual de Saúde para informarmos a situação, que é muito séria, mas até o momento nada. Só vemos o agravamento e estamos de mãos atadas, enfim, não temos retorno das pessoas responsáveis”, frisou.
Conforme o morador, a região há um bom tempo está sem microscopista, lâminas para realizar o teste de malária e também sem medicamentos para o tratamento adequado. “Nós, moradores da comunidade, pedimos que a Secretaria de Saúde escute nosso apelo, nos ajude. Crianças podem morrer, pois como é de conhecimento de todos, a região é de péssimo acesso e estamos em desespero”, comentou o morador.
SESAU – A Secretaria Estadual de Saúde informou que iniciará, nesta semana, uma ação de combate à malária no Baixo Rio Branco enviando materiais necessários para a identificação, prevenção e tratamento da doença. Frisou que serão ofertados serviços como o teste rápido, nebulização e medicação.
“Esclarecemos ainda que o fornecimento de insumos é realizado regularmente para a região. No final do mês passado, a Coordenação-Geral de Vigilância em Saúde promoveu outra ação de combate da malária no Município de Rorainópolis, onde foram oferecidos testes rápidos e medicamentos às unidades de Saúde. Também houve palestras de sensibilização ao combate da malária aos profissionais de saúde e técnicos da área de epidemiologia do município, que é o responsável pelas ações de combate”, complementou.
RISCO E SINTOMA - A malária é causada por parasitas que são transmitidos às pessoas através da picada de mosquitos fêmeas infectadas. P. falciparum é o parasita da malária mais mortal e o mais prevalente na África, onde os casos de malária e as mortes estão fortemente concentrados.
Os primeiros sintomas da malária são febre, dor de cabeça, calafrios e vômitos. Geralmente aparecem entre 10 e 15 dias após a picada do mosquito. Sem tratamento rápido, o falciparum pode evoluir para doenças graves e morte. (E.S)





Por Folha Web
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail