Maia diz que possível nova denúncia contra Temer deve ser analisada 'de forma rápida' | Portal RR Music

Maia diz que possível nova denúncia contra Temer deve ser analisada 'de forma rápida'

Presidente em exercício participou de fórum sobre economia em São Paulo nesta segunda (4).
Rodrigo Maia durante evento em São Paulo nesta segunda (4) (Foto: Reprodução/Globonews)


O presidente em exercício, Rodrigo Maia, afirmou nesta segunda-feira (4) que a possível nova denúncia contra o presidente Michel Temer pela Procuradoria Geral da República deverá ser analisada de forma “rápida” pelo Legislativo. O presidente da Câmara dos Deputados ocupa a presidência da República durante a viagem de Temer pela China.
"Parece que haverá uma segunda denúncia contra o presidente da República e nós que cumprimos os prazos regulamentares devemos, claro, analisar com todo o respeito e analisar de forma rápida para que a gente possa olhar no horizonte essa agenda de mudanças que o Brasil tanto precisa", afirmou.
Maia participou de um fórum sobre economia promovido pela revista Exame na Zona Sul de São Paulo nesta segunda.
Conforme o G1 apurou, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, aguarda somente a homologação da delação do doleiro Lúcio Funaro, pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), para apresentar uma nova denúncia contra o presidente da República. Temer afirmou em entrevista à TV Bandeirantes não se preocupar com a possível nova denúncia.

Reformas

Rodrigo Maia respondeu questões sobre a reforma da previdência no evento da capital paulista. Ele defendeu o projeto do governo e disse que a votação deve começar em outubro. Maia admitiu que as denúncias contra Temer enfraqueceram o apoio. "Hoje tem menos votos do que alguns dias que tinha 280 votos".
Maia também abordou a reforma política, que está emperrada no Congresso em razão da falta de consenso. Segundo ele, a grande vitória seria aprovar o voto distrital misto para 2022.
Durante o evento em São Paulo, Maia afirmou que as medidas de ajustes da economia precisam ter prosseguimento e que o setor privado "vai ajudar o país a sair da crise". Ele defendeu a desestatização e disse que o setor privado é mais eficiente na geração de empregos. 





Por Tatiana Santiago, G1 SP, São Paulo 
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail