Homem é preso em flagrante tentando furtar os fios do Teatro Municipal

Mesmo sendo pego no momento do furto, que acabou sendo frustrado, os fios das instalações do teatro chegaram a ser cortados (Foto: Nilzete Franco)


O prédio do Teatro Municipal de Boa Vista, que fica às margens da Avenida Glaycon de Paiva, bairro São Vicente, zona Sul da Capital, ainda nem foi inaugurado e já virou alvo da ação de bandidos. Segundo informações da polícia, no fim da noite de quinta-feira, dia 21, por volta das 23 horas, o vigia da obra deteve um homem que tentava furtar os fios da instalação elétrica.
O acusado tem 27 anos e foi conduzido pela PM (Polícia Militar) até a Central de Flagrantes, onde teria confessado o crime em depoimento. No relato, ele teria afirmado que entrou no prédio com a intenção de furtar os fios, mas foi surpreendido pelo vigia, que entrou em contato com o mestre de obras e a PM foi acionada.
Conforme o registro policial, foram apreendidos com o acusado um alicate universal e um saco vazio, com capacidade para armazenar 50 quilos. Os fios não chegaram a ser furtados porque a ação do bandido foi frustrada, mas foram cortados e já estavam sendo recolhidos.
O mestre de obras relatou à equipe de Reportagem da Folha que suspeita de que a tentativa de furto tenha sido praticada por alguém que conheça a obra ou foi informado sobre ela, porque o local em que o bandido agiu é específico e exige conhecimento, além de o acesso não ser facilitado, considerando que é necessário subir algumas escadas. Até mesmo os fios do para-raios já tinham sido cortados. Os responsáveis pelos trabalhadores vão buscar no cadastro de ex-funcionários o nome do acusado para saber se ele já passou pela obra.
Depois que prestou depoimento à polícia e diante das provas apresentadas sobre o ocorrido, o delegado de plantão lavrou o APF (Auto de Prisão em Flagrante) e o homem permaneceu detido numa das celas da unidade policial até a manhã desta sexta-feira, dia 22, quando foi levado para audiência de custódia para que a Justiça decidisse sobre o caso.
PREFEITURA - A Folha procurou a Prefeitura de Boa Vista para saber que medidas seriam adotadas em relação ao fato. A administração municipal informou que a obra é de responsabilidade da empresa executora, que deverá tomar as medidas cabíveis. (J.B)




Por João Barros
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail