Guianense acusado de estuprar neta de 05 anos é preso no lixão da Capital | Portal RR Music

Guianense acusado de estuprar neta de 05 anos é preso no lixão da Capital

Home de 50 anos pediu para ficar com duas netas, no lixão, onde ele morava, e abusou da criança mais velha
Catador de lixo confessou o abuso sexual cometido contra a própria neta (Foto: Hione Nunes)

O Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente da Polícia Civil, sob a coordenação da delegada Eliane Gonçalves, prendeu, na manhã desta terça-feira, 26, um guianense de 50 anos, pela prática do crime de estupro de vulnerável, praticado contra a neta de apenas 05 anos. O crime ocorreu na residência do acusado, que fica na lixeira pública de Boa Vista, na zona rural.
O caso aconteceu no final do mês de agosto, quando a denúncia chegou ao conhecimento do Núcleo de Proteção. A denúncia é de que o crime ocorreu no fim de semana dos dias 26 e 27 de agosto, data em que as duas netas foram passar o fim de semana com os avós e, mesmo que a mãe não concordasse, o avô insistiu para levar as crianças.
“Quando a criança retornou, uma delas não estava bem e tinha dificuldade para andar. No mesmo dia, colocaram uma caixa d'água para as crianças brincarem, mas só a vítima não queria entrar. Quando ela entrou, começou a chorar e, quando foram ver, ela estava toda machucada. A criança estava sangrando muito”, disse Eliane Gonçalves.
A irmã de 03 anos, que testemunhou os fatos, começou a contar o que tinha acontecido para a mãe. “O avô abusou sexualmente da neta durante o fim de semana todo em que ela esteve lá. A criança gritava, ele pegava um pano e enfiava na boca da criança e consumava o ato”, destacou a delegada.
Ela pediu encaminhamento da vítima para fazer o atendimento médico no Hospital da Criança e passar por avaliação com o psicólogo do Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas).
Quando a mãe da menina teve certeza de que a criança tinha sido abusada, foi tirar satisfação com o acusado, momento em que foi agredida e ameaçada por ele, quando ele afirmou que, se ela fosse denunciar, ele iria matar tanto ela quanto as crianças. “Então ela não o fez, não tomou providências”, ressaltou a delegada.
Como a mãe não teve coragem de registrar a ocorrência, quem teve de tomar as providências foi a delegada responsável pelo caso. “Constatamos que realmente havia acontecido o estupro. Solicitei o mandado de prisão, que foi deferido pelo Ministério Público, que tem sido um aliado, um companheiro nosso, que de imediato se manifestou favorável e a juíza deferiu prontamente”, acrescentou Eliane.
O acusado foi preso em seu barraco, que fica na lixeira pública, ocasião em que foi indagado e acabou confessando que estuprou a neta por várias vezes. A delegacia conseguiu apurar que ele veio foragido da Guiana, onde também é acusado de estuprar crianças. Além disso, a polícia está fazendo um levantamento das informações de que ele estuprou uma filha deficiente. “Vamos localizar a filha que mora aqui, em Boa Vista, e fazer o procedimento para que ele responda por esse ato também”, enfatizou a delegada.
A vítima foi medicada assim que revelou o crime à mãe e foi levada ao hospital, mas continua em tratamento psicológico. “Vai ter acompanhamento junto ao Creas, que vem fazendo um excelente trabalho para a sociedade.
Isso é muito bom porque tudo está engrenado e a gente está vendo resultados positivos”, frisou Eliane Gonçalves.
Na delegacia, em entrevista à Folha, o guianense confessou o crime e, quando perguntado se ele estava arrependido, disse que sim. Quando perguntado sobre o fato de ser suspeito de estuprar a própria filha, ele negou e disse que não veio para o Brasil foragido da Guiana.
O guianense ficou detido e, após os procedimentos legais e o exame de corpo de delito, foi recolhido às dependências da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (Pamc), zona Rural de Boa Vista. (J.B)





Por João Barros
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail