Sem resposta da Prefeitura, moradores contratam empresa para ajeitar ruas | Portal RR Music

Sem resposta da Prefeitura, moradores contratam empresa para ajeitar ruas

Grupo se reuniu e dividiu a despesa com o serviço da máquina contratada para eliminar buracos e acabar com lamaçal de ruas
Moradores cansaram de esperar por resposta da Prefeitura e contrataram uma empresa (Foto: Hione Nunes)

Inconformado com os enormes buracos e a falta de pavimentação nas ruas e avenidas do bairro Cidade Satélite, zona oeste da Capital, um grupo de moradores se reuniu para contratar serviços de uma empresa para tentar amenizar o lamaçal que estava deixando intrafegáveis as ruas Peixes e Libra.
Após diversas reclamações feitas à Prefeitura de Boa Vista e nenhum retorno, dez moradores da Rua Libra resolveram pagar com o próprio dinheiro por serviços de pavimentação do local. O orçamento total foi dividido no valor de R$ 165,00 por pessoa. “Resolvemos contratar essa empresa porque ninguém conseguia mais passar aqui na rua. Há seis anos estamos tentando entender também porque a Prefeitura não asfaltou aqui. Todas as outras em volta são asfaltadas, menos a nossa [Rua Libra] e a Peixes”, explicou um morador.
Segundo o funcionário público Caio Bruno, que mora no bairro há dois anos, os problemas dessas ruas nunca foram solucionados e pioraram com as fortes chuvas nos últimos meses. “Aqui é impossível passar de carro ou mesmo a pé quando chove. Não sabia que meus vizinhos haviam se reunido para contratar essas máquinas de pavimentação. Queria ter participado porque isso já passou da hora de ser resolvido pela Prefeitura. Chega um momento em que a população cansa e precisa se virar sozinha”, disse.
PREFEITURA – Em nota, a Prefeitura de Boa Vista informou que existe um convênio de 2014 com o Ministério das Cidades, com verba destinada para o asfaltamento e urbanização da Rua Libra, no Cidade Satélite, e de outras ruas e avenidas da Capital.
No entanto, alegou que ocorreram diversos reajustes seguidos no preço do insumo do asfalto. “Esses aumentos passaram do percentual legal para acréscimo em obras. Nesses casos, a lei estabelece o cancelamento do contrato vigente e uma nova licitação baseada nos valores atuais”, frisou. (G.M)







Por Folha Web
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail