RJ vai regularizar salário dos servidores em até uma semana, diz Pezão | Portal RR Music

RJ vai regularizar salário dos servidores em até uma semana, diz Pezão

Governador assina contrato do leilão da folha de pagamento. Servidores irão receber meses de maio, junho e julho, segundo Gustavo Barbosa.


O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, postou em redes sociais na tarde desta sexta-feira (11) que o estado quita vencimentos de julho, junho e maio de todo o funcionalismo -ativos, inativos e pensionistas - até sexta-feira (18). Ele também afirmou que já fez a assinatura do contrato do leilão da folha de pagamento dos servidores.
O post corrobora afirmação do secretário estaudal de Fazenda do Rio, Gustavo Barbosa. Mais cedo, em entrevista a GloboNews, ele disse que o Governo do Estado irá quitar os salários atrasados de todas as categorias "até a próxima semana".
“Com relação aos atrasados, hoje há um crédito de R$ 1,2 mil para quem não recebeu o salário em maio. Na semana que vem, nós teremos um crédito da venda da folha de pagamento e esse dinheiro será direcionado totalmente para liquidar os passivos, pelo menos dos meses de maio, junho e pagar integralmente a todas as categorias o salário de julho”, disse Gustavo Barbosa.
“Com a entrada do recurso da venda da folha, [o estado] pagará maio atrasado de todas as categorias, junho de todas as categorias de todos os aposentados e pensionistas e julho também normalizara os salários”, completou.
Ao ser questionado sobre o corte de gastos desnecessários do governo, Gustavo Barbosa disse que o custeio da máquina pública teve uma redução significativa se comparado aos valores de 2013. O sercretário disse ainda a administração está fazendo "tudo que é possível" para reduzir as despesas.
“Em 2013 que tinha um gasto de custeio de toda máquina pública superior a R$ 4 bilhões, incluindo os direcionamentos para saúde e educação. Hoje esse gasto se reduziu a R$ 1,6 bilhão. Ou seja, teve uma redução para quase um terço do valor. O estado está tentando se adaptar a essa realidade. Tudo que é possível fazer em termo de corte de gastos, o estado está tentando fazer”, disse.

Corte de isenções fiscais

Gustavo Barbosa foi perguntado sobre como o governo do Rio irá lidar com as isenções fiscais. Ele foi questionado se essas medidas continuariam a ser tomadas através de decreto, sem debate na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).
“O estado do Rio no seu plano de recuperação fiscal colocou um valor a ser reduzido[sobre isenções fiscais], chega perto dos R$ 2 bilhões por ano. Nos seis anos do plano de recuperação fiscal seriam mais de R$ 10 bilhões de redução dos incentivos fiscais. Em relação aos novos incentivos, foi sancionado pelo presidente da República uma lei que determina uma forma de se conceder novos incentivos fiscais. Somente poderá ocorrer através do Confaz” 







Por GloboNews 
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail