Pedido para processar Michel Temer é arquivado com seis votos de RR | Portal RR Music

Pedido para processar Michel Temer é arquivado com seis votos de RR

Carlos Andrade foi o único a votar para que o presidente Temer fosse investigado pelo STF, enquanto Shéridan não compareceu à sessão
Presidente Michel Temer se livrou do pedido para processá-lo por corrupção (Foto: Divulgação)

Seis deputados federais de Roraima votaram a favor do presidente Michel Temer (PMDB), na sessão parlamentar em que Câmara decidiu rejeitar a abertura de processo criminal contra o presidente por corrupção passiva, no Supremo Tribunal Federal (STF). A ausência registrada foi da deputada Sheridan (PSDB), que não justificou a ausência.
Da bancada roraimense, os votos a favor de Temer foram dados pelos deputados Abel Mesquita (DEM), Remídio Monai (PR), Edio Lopes (PR), Hiran Gonçalves (PP), Jhonatan de Jesus (PRB) e Maria Helena Veronese (PSB). Apenas o deputado Carlos Andrade (PHS) se posicionou favorável a aceitar a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra Temer.
O presidente foi denunciado por corrupção passiva, organização criminosa e obstrução de Justiça, mas teve o pedido de investigação rejeitado pela Câmara Federal, que arquivou a matéria.
Veja o voto e a justificativa apresentada por cada deputado da bancada roraimense:

Abel Mesquita (DEM)
O partido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), liberou os votos e, na justificativa do voto favorável a Temer, o deputado Abel Mesquita disse que votaria pela aprovação do relatório favorável ao presidente por conta da “estabilidade econômica e a volta ao pleno emprego”

Edio Lopes (PR)
Acompanhou seu partido, o PR, que fechou questão contra a denúncia. “O deputado Edio Lopes vota favorável ao relatório do PSDB, ao relatório do deputado Abi Aquel”

Remídio Monai (PR)
Integrante do PR, Remídio Monai, também fechou questão a favor de Temer, justificando seu voto: “Pela estabilidade e em respeito a meu partido, eu voto sim”.

Hiran Gonçalves (PP)
Também votou favorável a Temer, seguindo orientação do partido e justificou o voto: “Com muita serenidade e convicção voto sim ao relatório favorável a Temer, não que isso signifique uma apologia à criminalidade, mas por achar que o presidente deve responder pelas acusações depois de terminar o mandato”.

Jhonatan de Jesus (PRB)
Também fechou questão contra denúncia e deu o voto sim ao relatório que favorecia Temer, sem apresentar justificativa ao eleitorado.

Maria Helena (PSB)
Contrariou a orientação do partido, que pedia a aceitação da denúncia, e também votou a favor de Temer, afirmando: “Apesar de não ser a favor da impunidade e nem contra a investigação, quero a estabilidade econômica do país, e acredito que a investigação deve acontecer após o termino do mandato do presidente”.

Shéridan (PSDB)
A tucana, que havia afirmando que tinha voto em favor da abertura da investigação, não compareceu à sessão e nem deu justificativa para a ausência.

Carlos Andrade (PHS)
Foi o único a votar contra Temer. Justificou seu voto afirmando que todos são iguais perante a Lei. “Votei não ao relatório e pela continuidade da investigação contra Michel Temer, pois entendo que, como qualquer pessoa pode ser investigada, Temer também deve ser investigado pelos atos por ele praticados".







Por Folha Web
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail