Após assaltos, polícia encontra dona de carro usado nos crimes

Foto: Pesquisa por imagem
 
Na noite de quarta-feira, 02, policiais militares tiveram que se mobilizar para atender às vítimas de assaltos praticados por ocupantes de um carro Montana, cor preta, na zona oeste da Capital. Depois que a placa do automóvel foi anotada por um dos rapazes que foi alvo da ação criminosa e entregue à guarnição, a proprietária foi identificada e teve que prestar esclarecimentos. Os crimes foram praticados supostamente pelo filho dela.
A guarnição afirmou que foi acionada para atender a uma ocorrência de roubo com emprego de arma de fogo e de arma branca. A vítima contou que estava em frente a sua residência, na Rua das Bromélias, no bairro Pricumã, zona oeste, quando dois homens armados desceram de uma Montana e pediram o celular e caixa de som. Um deles apontava uma arma o tempo todo para a cabeça do rapaz, que não reagiu e entregou seus pertences.
Depois do crime, os elementos fugiram, mas a vítima anotou a placa do carro. Minutos depois a equipe policial foi informada de um novo crime, desta vez na Rua Helena Bezerra de Menezes, no bairro de Liberdade, zona oeste, praticados por pessoas com as mesmas características, inclusive ocupavam o mesmo veículo.
Os bandidos abordaram um vendedor de churrasquinho em frente da sua casa e levaram uma televisão de 32 polegadas, um videogame Xbox-360 e um aparelho celular. O homem relatou aos policiais militares que percebeu que o automóvel havia passado em frente de seu endereço duas vezes e, na terceira vez, desceram dois elementos e anunciaram o assalto, enquanto uma mulher permaneceu dentro do carro.
Depois de fazer uma consulta da placa, a PM chegou ao endereço da proprietária, que mora na Rua Lindolfo Bernardo Coutinho, bairro Tancredo Neves, também na zona oeste, que confirmou ser dona do carro, mas que seu filho pegou o veículo sem seu consentimento e que não saberia dizer onde ele estava.
Assim que a guarnição saiu do local, o jovem chegou no carro da mãe, estacionando-o em frente à casa e saiu correndo em direção à Avenida Ataíde Teive junto com a namorada. Na delegacia, a mulher declarou que descobriu que seu filho é usuário de maconha e que não entrega o carro para ele dirigir, tendo em vista que não é habilitado.
Como somente as vítimas apareceram e fizeram o reconhecimento do veículo, não houve flagrante, mas o caso será investigado pela Polícia Civil, no intuito de localizar os suspeitos dos crimes e ter os bens das vítimas restituídos. Até o fim da tarde de ontem, 03, ninguém tinha sido preso. (J.B)






Por João Barros
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail