Serviço de hemodiálise será suspenso a partir de amanhã | Portal RR Music

Serviço de hemodiálise será suspenso a partir de amanhã

Pacientes atendidos na Clínica Renal e HGR ficarão sem atendimento por falta de pagamento do Governo
Em documento encaminhado a pacientes, Clínica Renal alega que falta de pagamento pelo Governo do Estado impossibilita prestação do serviço (Foto: Divulgação)

Mais de 260 pacientes em tratamento de hemodiálise na Clínica Renal de Roraima e no Hospital Geral de Roraima (HGR) terão os atendimentos suspensos a partir de amanhã, 20. Em notificação encaminhada a pacientes, a direção da Clínica Renal alega que falta de pagamento pelo Governo do Estado impossibilita que seja dado continuidade ao serviço.
Segundo a Clínica Renal, o Estado não efetua o pagamento desde dezembro do ano passado. Apesar de a empresa contar com outros convênios, a maior parte dos recursos é proveniente do Estado, conforme relatou uma funcionária da clínica, que preferiu não se identificar. Ela reforçou que a empresa não tinha a intenção de suspender os atendimentos, tendo em vista a gravidade dos problemas enfrentados pelos pacientes, mas que os recursos são necessários para pagar os impostos, manter medicamentos, máquinas e comprar as Unidades de Terapia Intensiva (UTI) utilizadas diariamente.
Por conta do atraso no pagamento desde o final do ano passado pelo Governo do Estado, a clínica se manteve nos últimos meses, conforme a funcionária, com os recursos provenientes de outros convênios. “A gente procurou comprar material em grande quantidade, para não faltar, mas sem a verba principal não está dando. É triste, mas é necessário”, disse.
Segundo a servidora, a partir do momento que os pacientes deixam de receber o acompanhamento, uma série de problemas pode surgir. “Alguns já possuem diabetes e pressão alta. Muitos pacientes estão vivos por causa da hemodiálise”, comentou.
A hemodiálise é um procedimento através do qual uma máquina limpa e filtra o sangue, ou seja, faz parte do trabalho que o rim doente não pode fazer. Com o tratamento, o paciente fica com o organismo limpo por três dias. No restante, é necessário fazer dieta para o equilíbrio do corpo. Com o cancelamento dos atendimentos a partir desta quinta-feira, 20, os pacientes correm sério risco de morte. “O Governo não está vendo este critério. Os pacientes da hemodiálise precisam de mais atenção, eles podem morrer a qualquer hora!”, lamentou.
A filha de uma paciente da Clínica Renal, que preferiu não se identificar, relatou estar com medo do que pode acontecer, uma vez que a mãe já começou a apresentar inchaço. “Amanhã ela ainda deve receber a hemodiálise, mas não sei como vai ser depois. Essa é a única clínica conveniada pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Se nada for feito, é caixão e vela preta pros pacientes”, finalizou.
OUTRO LADO – A Folha entrou em contato com o Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Saúde, mas não recebeu resposta até o fechamento desta matéria, às 20 horas. (A.G.G)





Por Folha Web
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail