Hopi Hari contrata técnicos de manutenção e sindicato alerta para tempo de treinamento

Sindiversão diz tempo é curto para a reabertura do parque é insuficiente para que novos contratados executem o trabalho com segurança.
Imagem mostra parque Hopi Hari vazio após suspensão de atividades (Foto: César Crocco)

O Hopi Hari começou a contratar 100 funcionários na terça-feira (11) para a reabertura do parque, anunciada para 5 de agosto, entre eles técnicos de manutenção mecânica e elétrica. O Sindiversão (Sindicato dos Empregados e Trabalhadores nas Empresas de Entretenimentos, Casas de Diversões e Similares dos Municípios de Jundiaí e Região) alerta para o tempo insuficiente de treinamento desses novos funcionários, o que pode aumentar o risco de acidentes no local. Faltam 25 dias para a reabertura oficial. A direção do Hopi Hari não se pronunciou sobre o assunto.
Segundo o Sindiversão, a maior parte dos antigos funcionários da manutenção do Hopi Hari deixou a empresa nos últimos meses. Com isso, os novos técnicos que serão contratados deverão assumir a manutenção imediatamente. Mesmo que sejam trabalhadores experientes, é necessário treinamento específico para cada tipo de equipamento.
O sindicato também informou que mesmo os que já estão trabalhando precisam de constantes cursos de aperfeiçoamento. No caso de grandes equipamentos feitos no exterior, como a montanha russa, o treinamento costuma ser feito na empresa fora do Brasil.
São necessários dois técnicos para cada atração, que se revezam durante os dias de funcionamento e na manutenção preventiva nos dias em que o parque não abre. O Sindiversão diz que não foi informado das contratações ou das exigências de formação para cada cargo. Seus representantes não conseguem sequer entrar no Hopi Hari para fiscalizar as condições de trabalho.
Candidatos passaram por seleção em Jundiaí para trabalhar no Hopi Hari (Foto: Sérgio Benedito Zambana/Arquivo pessoal)

Contratação Hopi Hari

O anúncio de mais de 100 vagas de emprego no parque de diversão Hopi Hari atraiu quase 1 mil pessoas a uma seleção em Jundiaí, nesta terça-feira. Os candidatos entregaram currículos e passaram por entrevistas das 9h às 16h.
Segundo o diretor da escola de informática onde ocorreu a seleção, Sérgio Benedito Zambana, a fila de interessados começou a se formar às 6h e tomou conta de um quarteirão. Algumas turmas tiveram as aulas remarcadas para as salas ficarem disponíveis aos candidatos.
Zambana afirma que muitas pessoas voltaram para a casa com a vaga garantia. "Saíram com a lista de documentos que devem apresentar."
Cerca de 15 representantes do Hopi Hari estiveram em Jundiaí para recrutar os funcionários. O parque anunciou que vai reabrir ao público no dia 5 de agosto.

Crise: da inauguração até o fechamento

Momentos que marcaram a história do parque Hopi Hari (Foto: Arte G1)

Localizado na Rodovia dos Bandeirantes (SP-348), o Hopi Hari atravessa uma grave crise financeira que culminou com o fechamento do parque no dia 12 de maio. Segundo a Prefeitura de Vinhedo, a dívida de IPTU e ISS com o município chega a R$ 65 milhões, valor contestado pelo parque na Justiça.
A atração chegou a sofrer corte de energia e teve o registro de companhia aberta suspenso pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) - não podendo mais, portanto, negociar suas ações no mercado, o que reduz a chance de captar investimentos.
Nesta semana a direção anunciou a reabertura com ingressos vendidos somente pela internet a R$ 150. O número de visitantes será limitado a 5 mil por dia.
Até 2015, Hopi Hari recebeu pelo menos 20 milhões de visitantes (Foto: César Crocco)








Por Marcelo Andriotti, G1 Campinas  
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail