Chuvas continuam fortes e deixam regiões isoladas no interior de RR | Portal RR Music

Chuvas continuam fortes e deixam regiões isoladas no interior de RR

Em Uiramutã, situação crítica continua e, no Amajari, estradas se transformaram em grandes atoleiros
Nem carros com tração conseguem vencer ladeira tomada por lama no Amajari (Foto: Divulgação)

A chuva intensa que tem caído nos últimos dias tem dificultado a rotina de alguns municípios, principalmente os do interior, como no Uiramutã, a nordeste do Estado, e Amajari, na região norte. As condições são críticas, pois as estradas e vicinais se tornaram grandes atoleiros, deixando as populações isoladas.
Em Uiramutã, os carros que tentam vencer a lama acabam ficando atolados. Conforme a Folha vem divulgando, várias regiões daquele município estão em completo isolamento por causa dos atoleiros e das inundações provocadas por rios e igarapés que transbordaram.
No Amajari, na Vicinal Bom Jesus, na região do Trairão, a situação tem sido desesperadora, conforme relatou o comerciante e vereador Adriano Rodrigues. "Essa é uma situação que ocorre há anos, é de conhecimento da administração municipal, mas nada é feito para amenizar o problema", afirmou.
Por conta das fortes chuvas, a estrada passou a ficar praticamente intrafegável. A região é composta por ladeiras, tornando alguns trechos escorregadios. "Nem mesmo caminhonetes com tração 4x4 conseguem chegar à região devido aos atoleiros existentes na estrada. Já houve até casos de veículos tombarem na pista. As famílias estão praticamente isoladas, sem ter como se locomoverem", disse.
A sede do município, a Vila Brasil, também tem enfrentado dificuldades com atoleiros e a buraqueira na estrada. Desesperados, alguns moradores colocaram faixas para tentar chamar a atenção para o problema.
Segundo o vereador, o município até dispõe de maquinários do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), no entanto, estariam parados, o que tem revoltado os moradores. "O clamor dos moradores é que ao menos a Prefeitura realize o tapamento dos buracos na estrada que dá acesso à Vila Brasil", protestou.
SAÚDE – Outro problema que vem sendo enfrentado pelos moradores do Trairão é a falta de suporte de saúde na única Unidade Básica de Saúde (UBS). A região está sem suporte de ambulância e faltam médicos para atendimento 24 horas.
"Enquanto a Vila Tepequém dispõe de um médico 24 horas, sendo que a UBS de lá só atende de quinta a segunda-feira, o Trairão não tem praticamente nenhum suporte. E lá a demanda é muito mais urgente. Infelizmente, quem precisa de atendimento de saúde tem que sair de lá, mas como fazer isso com as estradas ruins?", questionou.
PREFEITURA – Em relação à situação de trafegabilidade nas estradas, a Folha tentou contato com a Secretaria Municipal de Obras da Prefeitura de Amajari, mas sem resposta. Em relação à falta de ambulância no Trairão, a assessoria de comunicação da Prefeitura informou que o veículo encontra-se em manutenção. A peça a ser substituída já foi adquirida, no entanto, o atraso na finalização do serviço se deve à troca da empresa responsável pelo conserto de viaturas do município. (M.L)  






Por Minervaldo Lopes
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail