Após dois acidentes aéreos, Paramazônia suspende voos por tempo indeterminado | Portal RR Music

Após dois acidentes aéreos, Paramazônia suspende voos por tempo indeterminado

Antes mesmo do anúncio de paralisação da empresa, agentes de saúde indígena já estavam se recusando a embarcar em voos
Presidente em exercício do Sindicato dos Trabalhadores em Setor Privado do Serviço de Saúde de Roraima, Joana Gouveia Mendes, convocou reunião para tratar da segurança do translado dos servidores (Foto: Rodrigo Otávio)

A Paramazônia Táxi Aéreo LTDA anunciou a suspensão, por tempo indeterminado, dos voos após dois acidentes aéreos em menos de um mês com aeronaves da empresa. A informação foi repassada à Folha pelo proprietário da empresa, Arthur Neto, que não se pronunciou sobre as tragédias, que vitimaram cinco pessoas.
Procurada pela Folha para informar a situação da empresa, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que, até o momento, não houve a suspensão do certificado da Paramazônia junto ao órgão. “Entretanto, ressalta-se que as áreas técnicas da Agência estão realizando auditoria na empresa, que será concluída até o final da próxima semana”, frisou.
Antes da suspensão dos voos, agentes de saúde que prestam serviços nas comunidades indígenas assistidas pelos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI) Leste e Yanomami se recusam a embarcar em aeronaves da empresa Paramazônia. Eles dizem se sentir inseguros após os acidentes aéreos.
Para tentar contornar a situação, o Sindicato dos Trabalhadores em Setor Privado do Serviço de Saúde de Roraima realizou, na manhã de ontem, 7, uma reunião com os agentes para tratar sobre a segurança no translado dos servidores que atuam nas áreas indígenas e que é feito regularmente por meio de voos da Paramazônia, contratada pela Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) para prestar o serviço.
Segundo a presidente em exercício do Sindicato, Joana Gouveia Mendes, a entidade solicitou do órgão indigenista documentos que comprovassem a certificação das manutenções das aeronaves e autorizações de voos dos pilotos. O pedido foi atendido por representantes dos distritos que prestam assistências aos indígenas, que enviaram ao Sindicato relatórios mensais comprovando que não há irregularidades nos contratos de prestação de serviço para translado dos agentes de saúde, que são servidores terceirizados, assim como nas autorizações de voos da empresa. “Estamos preocupados com essa situação e emitimos um ofício para os distritos, que são os órgãos responsáveis, para que solicitassem da Paramazônia as documentações e revisões das aeronaves”, disse Joana.
Ela chegou a informar à reportagem que os voos por parte da empresa teriam sido suspensos pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A informação, porém, não foi confirmada pela Anac. “A única coisa que o sindicato fez foi cobrar os órgãos competentes para que seja feita uma fiscalização rigorosa. A nossa preocupação e questionamento é saber por que, em menos de 20 dias, houve dois acidentes”, destacou.
INQUÉRITO – Na terça-feira, 4, um dia após uma das aeronaves cair próximo à pista de pousa da Paramazônia, no Cantá, região centro-leste do Estado, vitimando quatro pessoas, o Ministério Público Federal em Roraima (MPF) instaurou procedimento investigatório para apurar as circunstâncias dos acidentes aéreos envolvendo a empresa de táxi aéreo.
O inquérito vai averiguar os contratos administrativos da companhia entre os órgãos e entidades federais no aspecto cível, prevenção e combate à corrupção. “Haverá paralisação das atividades se for comprovada que há irregularidades da empresa com relação aos voos, porque estamos lidando com vidas. Nós poderemos fazer paralisação até para cobrar que haja punição dos responsáveis. Ainda não temos nada que prove, mas estamos cobrando dos órgãos responsáveis para que haja agilidade nas perícias”, informou Joana.






Por Luan Guilherme Correia
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail