Vicinal para escoamento de soja e produtos da agricultura familiar é recuperada

Além da produção da agricultura familiar, vicinal vai escoar produção de soja de região
Vicinal Truaru da Cabeceira (BVA-198), que fica a 65 km de Boa Vista, na zona rural do município (Foto: Gilvan Costa)

Na manhã deste sábado, o Governo do Estado inaugurou a recuperação da Vicinal Truaru da Cabeceira (BVA-198), que fica a 65 km de Boa Vista, na zona rural do município.
Pela estrada, vão escoar as sacas de soja de lavouras de 6 mil hectares na região, além da produção de agricultores familiares do projeto de assentamento Nova Amazônia, e de comunidades indígenas. A região produz parte das frutas, legumes, verduras e da farinha comercializada em Boa Vista.

Em cerimônia realizada na sede da fazenda Peixe Boi, do empresário paulista Walmir Modotti, a governadora Suely Campos destacou os investimentos feitos para incentivar o agronegócio, atraindo empresários de outros estados, sobretudo para o plantio de soja.

"Apesar das dificuldades temos conseguido recuperar diversas vicinais e rodovias estaduais para garantir a mobilidade e o escoamento da produção. Estamos concluindo o processo de regularização fundiária e buscando resolver nossa questão energética, o que vai dar mais confiança para que os empresários possam investir no Estado”.

Segundo o Governo do Estado, já foram investidos cerca de R$ 45 milhões na recuperação de estradas e pontes em todo o Estado e estão previstos mais investimentos para este ano como a recuperação da RR-432, em Mucajaí, da RR-203, em Amajari, e da RR-342, no trecho da BR-174 até o Taiano.Também está sendo concluída a pavimentação da BR-210, no sul do Estado, antiga reivindicação da população daquela região.

O empresário Walmir Modotti, que chegou em Roraima em 2015 para começar o plantio de soja hoje gera 15 empregos diretos e mais de 100 indiretos, falou da dificuldade que teve no início da produção e dos benefícios que a rodovia trará para seu investimento.

"Essa estrada foi de suma importância, para que a gente pudesse começar a produzir nesse lugar. Quando eu vim para cá, não tinha nem condições de trazer o calcário para dentro da propriedade. Hoje, a gente traz os insumos e tira a produção com a maior tranquilidade, com ou sem chuva, em qualquer tempo", conta o empresário.

Modotti relata que hoje a produção atinge 980 hectares plantados, mas pretende expandir para até 3.600 hectares de lavoura. “Com essa estrada, aos poucos estaremos ocupando toda a propriedade. Em agosto vamos colher a segunda safra, com previsão de colher 50 mil sacas de soja", comemora.

O tuxaua da comunidade Truaru, José Pelônio, disse que a estrada vai beneficiar também a comunidade, que tem cerca de 100 famílias que produzem melancia, macaxeira, mandioca, milho, tomate, banana e hortaliças, além da criação de bovinos, caprinos, suínos e aves.

“Melhora muito para a comunidade, principalmente para o transporte escolar e para o escoamento da nossa produção. E a estrada está muito bem feita. Uma das melhores que a gente tem visto. Estão de parabéns a comunidade, o empresário Walmir e todos que vão trafegar por essa estrada”, disse.

O QUE FOI FEITO - Foram feitos serviços de recuperação e terraplanagem em toda a extensão da rodovia, num total de 24,67 km. As obras tiveram início em novembro do ano passado. O investimento foi de R$ 1.718.046,95, de recursos da Cide (Contribuição sobre Intervenção de Domínio Econômico) e próprios do Governo.

A vicinal dá acesso à comunidade do Truaru da Cabeceira, onde moram mais de 100 famílias indígenas, que vivem da pecuária e da agricultura familiar. Na região também estão localizadas fazendas produtoras de soja e a rodovia vai facilitar o escoamento da produção.







Por Folha Web
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail