Explosão em caldeira de navio na Bacia de Campos, RJ, deixa quatro feridos

Segundo a Petrobras, três tiveram queimaduras na manhã desta sexta-feira (9) no Campo de Marlim.
Explosão foi no navio NS-32 (Norbe VIII), na Bacia de Campos (Foto: Odebrecht/Divulgação)

Quatro trabalhadores ficaram feridos na manhã desta sexta-feira (9) na explosão de uma caldeira de máquinas do navio sonda NS-32 (Norbe VIII) no Campo de Marlim, na Bacia de Campos. Segundo o Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense/NF e Petrobras, três deles tiveram queimaduras e foram levados para um hospital em Macaé, no interior do Rio.
A explosão ocorreu às 7h48. Segundo o Sindipetro/NF, dois trabalhadores foram socorridos pela aeronave de emergência e os outros dois passaram por avaliação médica inicial a bordo da unidade, antes de serem levados para o hospital. Não há informações sobre o estado de saúde dos feridos.
Navio NS-32 (Norbe VIII) fica no Campo de Marlim, onde aconteceu a explosão na caldeira (Foto: Marine Traffic/Reprodução)

De acordo com a Petrobras, não houve incêndio. Segundo o Sindipetro/NF, a explosão aconteceu durante manutenção em uma caldeira que não estava operando. Ainda conforme o sindicato, o navio foi afretado pela Odebrecht, que disse, por meio de nota enviada pela assessoria de imprensa, que "as operações foram imediatamente paralisadas e uma investigação já foi iniciada para apurar as causas do acidente".
A Odebrecht afirma também que não houve dano ao meio ambiente e que as análises preliminares indicam não haver dano estrutural à embarcação. "As famílias dos trabalhadores e as autoridades competentes já foram notificadas:, diz a nota.
De acordo com o site Marine Traffic, no momento da explosão, o navio seguia, no Campo de Marlim, em direção ao Porto do Açu, em São João da Barra, no Norte Fluminense. O navio tem bandeira das Bahamas e foi construído em 2011.
Em nota, a Petrobras informou que "o plano de emergência foi acionado imediatamente e equipes especializadas estão monitorando a sonda, que já se encontra em condição segura. A companhia investigará as causas do acidente". 







Por Juan Andrade e Paulo Henrique Cardoso, G1, Macaé
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail