Com ciúmes do marido, mulher agride a vizinha a pedradas no bairro Buritis

A vítima estava sentada assistindo televisão dentro de casa quando foi atacada
A vítima foi encaminhada para o Pronto Socorro e a suspeita para o 2º Distrito Policial (Foto: Tarsira Rodrigues)

Uma briga entre duas mulheres, supostamente causada por ciúmes, quase acabou em tragédia na tarde de ontem, 5. Por volta das 15horas, a Polícia Militar foi chamada para atender um possível caso de esfaqueamento na Rua Almerindo dos Santos, no bairro Buritis, mas quando chegou ao local se tratava de uma agressão e a arma utilizada seriam pedras.
A vítima contou à guarnição da PM que estava sentada vendo televisão, quando a suspeita das agressões teria chegado por trás dela e começado os ataques com uma pedra.
A vítima teve vários cortes na cabeça, sangrava muito e, enquanto aguardava socorro, recebia ajuda de outros vizinhos e amigos.
Ela disse ainda que a vizinha estaria com ciúmes, porém a vítima alegou nunca ter tido um relacionamento com o marido da agressora. “Não sei o que deu nessa mulher. Eu estava tranquila assistindo televisão quando ela começou a me bater.Tenho nada com esse marido dela não”, reafirmou.
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado. A vítima recebeu os primeiros socorros no local e, em seguida, foi encaminhada para o Pronto Socorro Francisco Elesbão.
A Polícia Militar conduziu a suposta agressora até o 2º Distrito Policial para prestar esclarecimentos. Ainda no local a possível autora, na tentativa de se defender, alegou que estaria apenas revidando uma suposta provocação feita pela vítima dias antes. “Ela me ameaçou com uma faca e agora fica se fazendo de santa”, justificou.
HISTÓRICO AGRESSIVO - No local, a mãe da suposta agressora contou que a filha e o marido [pivô da confusão] seriam usuários de drogas e que a filha já teria tentado matá-la com vinho envenenado. “Ela não presta para nada [a filha]. Já perdi as contas de quantas vezes ela tentou me matar. Semana passada foi presa junto com marido.
Esse homem não pode ver uma mulher que fica achando que está interessada nele, aí minha filha fica nessa situação. Tem que ir presa mesmo, só assim fico sossegada pelo menos uma noite”, relatou a mãe, ao reafirmar com tristeza que a filha escolhe datas especiais como Natal, Ano Novo e Dia das Mães para tentar matá-la.(T.R)






Por Folha Web
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail