Cerca de 100 reeducandos poderão integrar projeto que diminui pena

Secretário de Justiça, Ronan Marinho: “Professores, selecionados pela Secretaria de Educação, avaliarão resenhas dos reeducandos” (Foto: Rodrigo Otávio)
 
O projeto “Libertação pela Leitura”, que tem por objetivo promover, aos reeducandos, a leitura e a produção textual para contribuir com a diminuição de parte do tempo da pena e na reinserção social, foi lançado ontem, 1º, no Fórum Criminal Ministro Evandro Lins e Silva.
A ação é uma parceria entre o Tribunal de Justiça de Roraima, por meio da Vara de Execuções Penais, e as Secretarias de Justiça e Cidadania (Sejuc) e de Educação (Seed). A gravidade da pena e a conduta dos reeducandos são levadas em conta durante a seleção para participar do projeto.
Segundo o titular da Sejuc, Ronan Marinho, além da seleção dos reeducandos, os livros utilizados no projeto foram analisados, para que a leitura e interpretação sejam decisivas no pensamento crítico do apenado. “É selecionado o preso que pode participar do programa, depois é feita a seleção dos livros. Os professores, escolhidos pela Secretaria de Educação, vão corrigir as resenhas dos presos. E a capacitação dos professores para essa tarefa é realizada através da UFRR, que também é parceira desse projeto”, explicou.
À Folha, Marinho disse que o levantamento dos presos que participarão do projeto ainda está sendo feito, mas que as atividades já possuem local estabelecido.  “Nós já temos mais de 100 presos que podem participar do projeto. Alguns já vão começar na semana que vem. A escola, Professora Crisotelma, vai retomar o ano letivo na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (Pamc) também na próxima semana. Na Cadeia Pública, a escola já está ativa. O projeto realizará suas atividades educacionais no âmbito da escola”, disse.
OUTROS PROJETOS – Segundo Ronan Marinho, a Sejuc estuda retomar projetos de remição de pena que estão paralisados. “Nós estamos retomando alguns projetos. O Projeto de Capacitação Profissional e Implantação de Oficinas Permanentes (Procap), realizado em convênio com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) está em processo de finalização das licitações para a compra de equipamentos. É mais uma oportunidade para que o preso diminua a sua pena”, informou.
Também será dada a continuidade ao projeto Hebreus, realizado em parceria com a Secretaria de Educação, em que os reeducandos fazem a manutenção e limpeza de parques aquáticos de Boa Vista. “Nós vamos retomar imediatamente este projeto, que é outra porta de ressocialização do preso: o trabalho. A Secretaria de Educação já tem uma programação. O que faltava era apenas a Sejuc disponibilizar os presos, aqueles que podem participar do programa, o que será feito essa semana”, concluiu. (F.J)





Por Folha Web
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail