Mais de 1.300 pessoas moram em áreas de risco em Boa Vista | Portal RR Music

Mais de 1.300 pessoas moram em áreas de risco em Boa Vista

Famílias que se encontram em locais de risco foram cadastradas; Desabrigados ficarão em ginásios
Famílias que moram nas proximidades do Rio Branco estão em risco (Foto: Rodrigo Otávio)

O período chuvoso está intenso. Nessa semana, em 24 horas, foram acumulados 79 milímetros de chuva, considerada a maior do ano em Boa Vista pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Por conta disto, a Defesa Civil Municipal antecipou as medidas de segurança nas áreas de risco.
Segundo o coordenador da Defesa Civil de Boa Vista, Amarildo Gomes, aproximadamente 1.300 pessoas que moram em áreas consideradas de risco foram cadastradas. As famílias residem em uma área vulnerável a enchentes próximas às margens do Rio Branco, na área de interesse social Caetano Filho, conhecida como “Beiral”.
Gomes explicou que as medidas foram tomadas pelo índice de chuva incomum. “A Defesa Civil está preparada para auxiliar a população residente nas áreas de risco se a situação de alagamento agravar”, disse. Apesar de o nível do rio Branco ter atingido 4,83 metros na tarde desta quarta-feira, 10, Gomes ressaltou que o órgão só vai entrar em alerta quando o nível do rio atingir seis metros. “Temos um metro e pouco de saldo ainda”, comentou.
Caso o nível de alerta seja ultrapassado, as famílias cadastradas poderão ser encaminhadas a dois ginásios: um no bairro Tancredo Neves, na zona oeste, e outro ainda em processo de análise. Diferente de anos anteriores, algumas modificações relacionadas à permanência e manutenção nos abrigos serão implantadas. “Será dado o suporte do material. Eles [desabrigados] serão responsáveis de preparar sua alimentação. No abrigo, também serão responsáveis pela limpeza dos ginásios. A Defesa Civil dará o suporte básico, mas eles terão que fazer a manutenção”, comentou Amarildo.
CAMPANHA - Todos os anos, a Defesa Civil realiza uma campanha de arrecadação de alimentos e cobertores para doação às famílias atingidas pela enchente. A campanha só será iniciada quando for declarada a situação emergencial. “A Prefeitura de Boa Vista tem uma previsão orçamentária para uma situação de emergência. Não fazemos um alarde ainda porque a situação não é grave”, concluiu. (F.J)

Prefeitura de Boa Vista recebeu mais de 120 pedidos de ajuda só neste mês

Desde o início do mês de maio, a Central de Atendimento 156, da Prefeitura de Boa Vista, já recebeu 121 solicitações relacionadas aos serviços da Patrulha da Chuva. Dentre os serviços estão: limpeza de boca de lobo, retirada de galhadas e entulhos e ruas alagadas. Dessas, 61 já foram atendidas pelas equipes e as demais estão em andamento.
Segundo a Prefeitura de Boa Vista, os bairros que tiveram o maior número de solicitações foram: Conjunto Cidadão, Raiar do Sol, Pintolândia, Senador Hélio Campos, entre outros. “A população precisa colaborar com os trabalhos da Patrulha da Chuva, evitando jogar lixos e entulhos nas ruas, bueiros, valas e igarapés, uma vez que isso causa grandes transtornos. Com a chuva, ocorre o entupimento dos bueiros, contribuindo com o processo de alagamento. O município reforçou que é preciso trabalhar em conjunto com a população para garantir o bom funcionamento da cidade”, informou. (F.J)




Por Folha Web
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail