Suspeito de assassinato de agente é morto em troca de tiros com a polícia | Portal RR Music

Suspeito de assassinato de agente é morto em troca de tiros com a polícia

Kndizinho, como ficou conhecido, era o único dos seis suspeitos do crime que ainda não tinha sido encontrado
Kennderson dos Santos foi localizado em uma rua do bairro Centenário (Foto: Aldenio Soares)

Kennderson dos Santos, mais conhecido como ‘Kndizinho’, de 20 anos, morreu na manhã de ontem, 25, após troca de tiros com equipes da Divisão de Inteligência e Captura da Secretaria de Justiça e Cidadania (Dicap/Sejuc) e do 5º Distrito Policial em uma casa no bairro Centenário, zona oeste da cidade. Kndizinho era suspeito de envolvimento com a morte do agente penitenciário Alvino Mesquita, ocorrida na semana passada.
A polícia recebeu denúncia de que o suspeito estava escondido no bairro Centenário. Segundo testemunhas, Kndizinho percebeu a chegada da polícia, tentou fugir pulando o muro e começou a atirar nos policiais, que reagiram e atingiram o suspeito. “Os policiais revidaram em modo de defesa, pois mesmo com o aviso legal da chegada da equipe, o acusado resolveu atacar os policiais com disparos de revólver contra as equipes”, disse a delegada Eliane Gonçalves.
Ele foi socorrido, mas morreu a caminho do Hospital Geral de Roraima (HGR). Policiais encontraram, em posse do suspeito, um revólver calibre 38, duas balas deflagradas, uma ricocheteada e duas intactas, além de dois celulares. Kennderson estava em liberdade condicional, quando participou do assassinato de Alvino Mesquita.
OUTROS SUSPEITOS - Ainda conforme a delegada Eliane Gonçalves, além dos seis envolvidos na morte do agente penitenciário que já foram identificados, há dois mandados de prisão contra duas pessoas, acusadas de participação no homicídio de Alvino Mesquita. “Para não prejudicar as investigações, não podemos informar ainda as identidades de mais dois autores do crime. Mas as equipes de polícia envolvidas no caso estão realizando buscas para localizá-los e executar os mandados. Também não descartamos a possibilidade de existir mais pessoas envolvidas na trama da execução do agente penitenciário”, assegurou. (T.C)




Por Tamille Cunha
COMPARTILHAR:

+1

Publicidade:

Roraima music no twitter

Total de visualizações

Cursos Online

Receba Nossas atualizações

•Recomende-nos No Google+
•Receba Nossas Notícias do Roraima Music Por e-mail